Conselhos para um bom gerenciamento de tempo

Gerenciamento de tempo

Como administrar o tempo para conciliar uma rotina quando você precisar estudar e trabalhar ao mesmo tempo? Damos algumas dicas de ouro e ajudamos você a ter mais motivação. 

Esta geração está cheia de jovens “Nem Nens” (que nem trabalham, nem estudam). Esse fato se dá por algumas razões, mas destacamos duas. Primeiro, porque o acesso aos estudos de nível superior não é algo que está ao alcance de todos. Na Aprendum, tentamos facilitar este acesso oferecendo cursos livres, cursos profissionalizantes e cursos preparatórios que cabem no seu bolso, mas ainda assim a realidade é que nas universidades ainda não há espaço para todos os que querem estudar. Segundo que encontrar um trabalho no ramo que você escolheu para a sua carreira nem sempre é a mais fácil das tarefas.

Hoje em dia é necessário ter um currículo acadêmico praticamente excelente para conseguir uma bolsa de estudos. São muitos os jovens que trabalham para poder pagar os estudos e conciliar as duas atividades representa um grande desafio. Existem muitas alternativas para não largar os estudos. Veja algumas e não desanime: 
  • Trabalho de fim de semana: o melhor para poder seguir trabalhando e não interromper os estudos é conseguir um trabalho de fim de semana. Com esta opção poderá conciliar as aulas, as tarefas complementares e contar com um tempo de estudo ao mesmo tempo que trabalha.
  • Estudar online: muitas vezes, só com um trabalho nos finais de semana você não consegue chegar ao final do mês (e convenhamos que também é preciso descansar e os fins de semana também servem para isso). Por isso, outra alternativa para seguir trabalhando e estudando é estudar em casa. Se o que você busca é estudar no seu ritmo, onde e quando quiser não há melhor opção que um curso online. No nosso catálogo, contamos com cursos de todas as áreas e temos certeza de que, além de se formar ao seu ritmo, ou exatamente por isso, você poderá optar inclusive por um trabalho de carga horária completa.
  •  Estágios de meia jornada: As opções de trabalho para estudantes e recém formados são variadas. Os estágios de meia jornada são ideais para aprender e praticar o que foi estudado. As empresas são obrigadas por lei a respeitar os horários de estudo do estagiário e, por isso, acaba sendo uma opção interessante para início de carreira.  

Para encontrar o trabalho que você busca, não esqueça de se inscrever em portais de emprego adequados ao seu perfil profissional e lembre-se que sua formação e seu trabalho não têm por que serem incompatíveis. A chave é encontrar um trabalho que se encaixe na sua área de estudos. Assim, enquanto você trabalha também coloca em prática o que está aprendendo. Nós da Aprendum te ajudamos, basta você dizer o que gostaria de estudar!


10 razões para optar pelo estudo a distância


O estudo a distância é definido como aquele baseado na utilização de tecnologias multimídia e/ou de Internet para melhorar a qualidade do aprendizado, quando professor e aluno estão separados fisicamente, facilitando assim o acesso a recursos e serviços, o intercâmbio e a colaboração a distância.

Na Aprendum, além disso, te explicamos quais são as vantagens dessa modalidade de ensino e por que estudar online diminui fronteiras e diminui custos. Seja profissional ou estudante, a formação online é para todos, já que conta com fatores como:  

  • Uma oferta enorme. Há muitas formas de educação, de ensino e podemos encontrar aspectos válidos em todas elas. O bom da formação online é que a rede possibilita que você tenha a formação que deseja ou um pouco de cada uma ao mesmo tempo. Poderá acessar todos os níveis educativos e todas as disciplinas do seu interesse. Em Aprendum você encontrar cursos online livres de todas as temáticas, cursos técnicos e profissionalizantes e pós-graduação.
  • Flexivelidade. Você decide que e como. Poderá estudar de onde e quando quiser. Só precisa de um computador ou dispositivo eletrônico com conexão a Internet e, se não conta com isso, poderá estudar de uma biblioteca ou outros locais públicos.
  • Independente de bolsas de estudos, taxas universitárias e necessidades profissionais. O ensino a distância é democrático. Favorece o acesso ao ensino a todos aqueles que se veem impossibilitados de estudar de maneira presencial. Além disso, o próprio aluno marca o ritmo da sua aprendizagem, sem precisar seguir o andamento de uma classe na qual cada um assimila o conteúdo no seu tempo. 
  • Economia. Sim, economia de tempo e dinheiro. Estudar online é muito mais barato, tanto para quem produz as aulas, quanto para quem as recebe. E já que você não precisa se deslocar, você economiza tempo e diminui os gastros com transporte, alimentação e até material. 
  • Sem distâncias. A formação online aproxima a relação habitual entre aluno e professor e, normalmente, conta com um tutor online que resolve todas as suas dúvidas. Além disso, conta com fóruns e campus virtuais para interagir, compartilhar dúvidas e experiências com outros alunos.
  • Leva ao melhor uso das novas tecnologias e ferramentas da comunicação online. Este tipo de aprendizagem ajuda você a se familiarizar com os novos ambientes tecnológicos.
  • Atualização. Ao ser online, os conteúdos podem ser atualizados de maneira constante e mais rápida, fato que no ensino presencial se complica um pouco. Além disso, essa modalidade de ensino conta com formatos audiovisuais e plataformas virtuais com variedade de recursos que, além de amenizar o estudo, facilitam a formação.
  • Ecológico. A formação online e à distância, por natureza, geram benefícios ao meio ambiente. Reduzem o consumo de papel com o uso das plataformas virtuais.
  • Impacto positivo. O acesso à educação gera um impacto positivo na sociedade. Não se trata de uma mudança, mas de uma evolução. 
E você? O que acha de estudar online? Deixe sua opinião nos comentários. 

Conselhos para ser um empreendedor de sucesso


Se o trabalho dignifica o homem, empreender te enche de satisfação pessoal. Um empreendedor é um sonhador incansável, que identifica a oportunidade em qualquer lugar, É comprometido e, além disso, esquece de horários. É que ser o seu próprio chefe não isenta você de trabalhar nos finais de semana e, ainda que no início não queira economizar horas no negócio que você se apaixonou, te aconselhamos que dosifique, pois o descanso é necessário.

Não preste tanta atenção nas startups de sucesso e nem deseje o mesmo para a sua empresa logo no começo. O triunfo sempre chega depois de muito trabalho e você também conseguirá. Por isso, não desanime pensando que falta um investidor que te apoie ou um super escritório. 

Às vezes, depois de qualquer primeira ideia por menor que pareça, está uma grande possibilidade de negócio e, para que transformá-la em realidade, damos alguns conselhos: 

  • The money: Com muito dinheiro qualquer um monta uma empresa (ainda que isso não garante o sucesso). O difícil é fazer com o que se tem no bolso. Pode partir sem um investimento inicial ainda que, seu tempo, claro, também vale dinheiro. Pense que dificilmente conseguirá renda suficiente durante o primeiro ano.
  • Informe-se das ajudas e/ou subvenções das quais pode se beneficiar e fique tranquilo, se você seguir os passos que mostramos a seguir e sua ideia for boa, você conseguirá chamar a atenção de investidores. E atenção, tenha em mãos um bom projeto como carta de apresentação antes de pedir um financiamento.
  • A ideia. Estudou a concorrência? Não perca tempo com uma ideia que não sabe se está no mercado. Se possível, faça um estudo de mercado ou testes com futuros clientes. Analise tudo profundamente e continue ou, simplesmente, mude de ideia.
  • Contrate a melhor equipe. Não é necessário que saiba de tudo o que precisa saber em seu projeto. Mas sim que saiba que profissionais deve estar rodeado para levá-lo. Procure que sua equipe seja composta pelos melhores com os quais possa trabalhar e deixe que eles, e profissionais externos, te assessorem. Os mais imediatos são assessoria fiscal, webdesign e posicionamento.
  • O seguinte ponto segue o anterior. Esteja rodeado de programadores, web designers e gráficos que façam maravilhas da sua presença na Internet. Precisamente, se o seu negócio não começar com um grande investimento, operar unicamente online te ajudará a economizar custos. Será necessário contar com um bom site, que esteja otimizado e adaptado aos novos formatos mobile.
  • Os empreendedores pecam com o que se pode chamar "o efeito gasoso". Começam com muita vontade e logo decaem e, de fato, a maioria das startups desaparece em seu primeiro ano de vida. A automotivação é uma opção e, para isso, nada como se apoiar na família e nos amigos, mas também estar atento ao que acontece no setor e procurar seguir crescendo.
  • Se ainda assim algo não vai bem, não desista. Mude. Detecte a mudança e o quão profunda ela deve sers a. Nós da Aprendum não nos saímos mal nisso de empreendedorismo e como te desejamos a mesma sorte ou mais, te deixamo aqui os cursos que temos em Aprendum preparados para ti, futuro empreendedor de sucesso.
Curso online de Empreendedorismo
Como abrir uma loja virtual de sucesso
Curso online de Gestão Empresarial

Ver todos os cursos em oferta



Como investir na Bolsa de Valores


Como investir na bolsa de valores

A Bolsa de Valores sempre foi muito atrativa para os investidores pela facilidade com que, aparentemente, se pode ganhar dinheiro. É claro que se pode ganhar dinheiro investindo na Bolsa, mas é preciso ser prudente pois ao mesmo tempo que se pode ganhar, também se pode perder. É preciso conhecer o mercado financeiro, antes de se jogar nesse mundo. Então como investir dinheiro na bolsa de valores

Para investir na Bolsa de Valores precisamos de um intermediário, alguém que possa comprar e vender no mercado de ações. Este intermediário pode ser encontrado em entidades financeiros como seu banco de sempre ou em empresas especializadas em investimentos. Qualquer intermediário, seja quem for, cobrará uma série de comissões (é assim que eles ganham dinheiro) e é importante ter este valor em conta.

Outro aspecto importante é estudar a empresa na qual queremos investir. Existem uma série de índices e indicadores que nos fornecem estas informações que necessitamos para saber a evolução da sociedade, assim conseguimos ver em que ponto a empresa se encontra para poder decidir a operação que queremos realizar, seja vender, comprar ou manter ações.

As emoções têm um papel fundamental neste mundo. Tanto se você quiser ser um investidor de longo prazo, como se o que você busca são investimentos a curto prazo, é preciso controlar os impulsos. Para investir na Bolsa a paciência é fundamental. Quanto mais tempo passar a partir do investimento mais possibilidades temos de ganhar, mas sempre dependerá do investidor.

Ah! Aqui na Aprendum temos um curso online perfeito para que você aprenda a investir na Bolsa, mas antes de tudo lembre-se...Invista só o dinheiro que você não precisa agora!




Cultura na Escola



A antropologia define a cultura como o conjunto de significados que um indivíduo discerne ao seu redor. A cultura engloba, então, diversos aspectos sociais, como costumes, línguas, crenças, valores, religião, entre outros tantos. Sob esta concepção, todos os indivíduos têm cultura e nenhuma cultura pode ser considerada melhor ou superior a outra.

Sob uma concepção popular, a cultura é definida como o conjunto de manifestações artísticas, linguísticas e hábitos sociais de uma comunidade ou grupo de indivíduos. Estariam então inseridas dentro deste conceito de cultura atividades relacionadas à música, dança, teatro, literatura cinema, artes plásticas, arquitetura, linguagem etc.

A Pedagogia, em sua essência, está diretamente relacionada à cultura. Porém há tempos que a educação se converteu num processo mecanicista e determinista, em grande parte influenciado pelo Behaviorismo de Skinner, que prima pelo condicionamento a certas ações e deixa o aluno com a simples função de receptor dentro de um sistema de reforços positivos ou negativos. Isso colaborou para a exaltação da ciência como pura e verdadeira e sua oposição à cultura.

Nos últimos anos, cada vez mais os educadores têm tentado romper com o paradigma da educação behaviorista. Neste processo, a inclusão da cultura nas escolas é fundamental. As escolas atuais começam a visar a promoção de uma integração aos espaços culturais de modo a fornecer aos estudantes uma oportunidade de ampliar sua visão do mundo. Para isso é preciso existir uma inserção de elementos culturais na grade escolar, assim como a valorização das práticas culturais nas escolas e a colaboração com museus, sítios históricos, institutos e outros organismos culturais.

Neste novo modelo educacional, o aluno deixa de ser um agente passivo, exclusivamente receptor, para se tornar um receptor-produtor de conteúdo cultural, aproximando o conceito popular ao conceito antropológico de cultura. A cultura na escola estimula os estudantes a desenvolverem novas habilidades e capacidades, que futuramente serão de extrema importância para que eles possam exercer a função de agentes transformadores em um mundo que resiste em manter as fronteiras culturais.